fbpx
tipos de estrias

Tipos de estrias: como diferenciar e tratar cada um deles

Por mais que os padrões da sociedade venham mudando, diferentes tipos de estrias continuam incomodando muita gente. Assim como a celulite, isso não quer dizer que seja uma característica física repugnante, mas para algumas pessoas pode gerar desconforto.

A autoestima é um tema muito importante e, quando há algo no corpo que causa insatisfação, está tudo bem mudar. Braços, barriga, glúteos, coxas, seios e costas são as regiões mais afetadas. Por isso, se você sofre com estrias e quer resolver o problema, precisa conhecer o melhor tratamento.

Mas afinal, quais são os diferentes tipos de estrias e o que pode ser feito para tratar cada um? Conheça mais detalhes neste artigo. Vamos lá?

Afinal, o que são as estrias?

Antes de tudo, vamos começar conhecendo o que são as estrias e por que elas se formam. Assim, será possível entender melhor o que pode ser feito para combatê-las.

Em suma, elas são uma forma de atrofia tegumentar que surge quando as fibras elásticas e colágenas, responsáveis pela firmeza da pele, se rompem. Como consequência, surgem marcas na principal camada da pele, chamadas estrias.

Elas são lesões lineares que surgem ao longo de diversas partes do corpo quando há um estiramento muito rápido da pele, podendo apresentar tom rosado ou mais próximo do tom da pele. Existem muitas causas para isso, como:

  • gravidez;
  • aumento ou perda rápida de peso;
  • ressecamento ou falta de hidratação da pele.

E quais são os tipos de estrias?

Os tipos de estrias dependem da fase em que o problema está. Por isso, quanto antes for o diagnóstico, melhor será o tratamento. Basicamente, elas se iniciam em um tom avermelhado para o roxo. Então, quanto mais esbranquiçado for o aspecto das estrias, significa que ela está na sua epiderme por mais tempo. Por esse motivo, entenda melhor cada tipo e como tratar.

Estrias vermelhas ou rosadas

A princípio, sua principal característica está ligada ao rompimento de capilares sanguíneos. E, dependendo do tom de pele, elas são acompanhadas por um vergão que varia entre vermelho e rosa.

Isso significa que elas são recentes e, por esse motivo, seu tratamento é mais fácil. Quando a pessoa observa algum tipo de alteração ou mancha na pele, um dermatologista deve ser procurado para iniciar o melhor tratamento.

Estrias roxas

É quando o processo inflamatório dos tecidos de pele está mais evoluído. Em outras palavras, as estrias passaram por ruptura das fibras da pele e tendem a escurecer ao longo do tempo.

Entretanto, com o fim do processo inflamatório, esse tom será esbranquiçado. Isso significa que o tecido foi totalmente comprometido. Aqui ainda há boas chances de reverter o processo de maneira mais fácil.

Estrias brancas

Este é o final do comprometimento do tecido fibroso. Sendo assim, as estrias são mais difíceis de tratar, por não terem irrigação sanguínea. Essa coloração demonstra a atrofiação das células dos melanócitos e perda de melanina. Porém, não significa ser impossível de reverter o quadro. Contudo, será um processo intenso e demandará esforço do paciente.

Como tratar os tipos de estrias?

Como abordamos neste artigo, os diferentes tipos de estrias mostram a evolução delas na sua pele. Por isso, você que se incomoda com esse problema, deve sempre observar os tons à medida que elas surgem.

Além disso, busque os tratamentos indicados, sejam eles clínicos ou com a ajuda de produtos dermocosméticos, que podem ser manipulados conforme a sua necessidade. Mas sempre procure orientação médica. Algumas indicações incluem:

  • pelling químico;
  • microagulhamento;
  • laser fracionado;
  • subcisão;
  • esfoliação;
  • cremes com ácido retinoico;
  • dermocosméticos com colágeno e flavonoides.

A Dias da Cruz é referência em manipulação de medicamentos e dermocosméticos. Converse conosco pelo WhatsApp e veja como podemos ajudar com seu tratamento.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.