fbpx
sintomas de insônia

Saiba identificar os sintomas da insônia, mude hábitos e ganhe em qualidade de vida

Uma boa noite de sono é tão importante quanto ter uma alimentação equilibrada. Ambas afetam a saúde, seja física ou mental. No entanto, não se ouve falar tanto sobre estratégias para ter um sono de qualidade, quanto se ouve falar sobre as possibilidades de dieta saudável. Assim, fica difícil identificar os sintomas de insônia e perceber que o problema existe.

Para começar, dormir bem é a principal fórmula para ter mais disposição. Afinal, é a maneira como o corpo recuperar a energia para ter condições plenas de funcionar após o descanso. No trabalho, na faculdade ou na academia, o organismo precisa estar descansado para executar tudo com excelência.

Além disso, é durante o sono que diversos hormônios entram em ação. A insulina controla o açúcar no sangue, a leptina é responsável pela saciedade, a melatonina induz a estágios de sono mais profundos e a somatotrofina atua no crescimento. Essas são apenas algumas das várias substâncias que funcionam mais ativamente no período do sono, e que podem ser desregulados com a insônia. Entenda melhor a seguir!

O QUE É A INSÔNIA?

É comum pensar que a insônia envolve somente a privação de sono, ou seja, dificuldade para conseguir dormir. Mas ela vai além. Outro sintoma da insônia envolve também a dificuldade de permanecer no sono. Sendo assim, um sono de má qualidade pode afetar qualquer uma das fases do sono.

Nos primeiros estágios do sono, o corpo recupera a energia, promove o aumento de massa muscular, restaura tecidos e libera o hormônio do crescimento. Já na fase REM, em que ocorrem os sonhos, é consolidado os aprendizados e a memória. Dessa forma, um sono “cortado” implica em reiniciar sempre esse ciclo, e isso traz prejuízos para cada funcionalidade. E assim, atrapalha a rotina no dia seguinte.

Mas quais outros sintomas da insônia, além do cansaço, uma pessoa pode apresentar? Veja a seguir:

SINTOMAS DA INSÔNIA

A indisposição para realizar as tarefas cotidianas pode vir acompanhada de outros sintomas. São eles:

  • Fadiga;
  • Dificuldade para se concentrar;
  • Lapsos de memória;
  • Síndrome de pernas inquietas;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Irritabilidade;
  • Problemas hormonais.

Em geral, esses sintomas costumam se manifestar durante a manhã, logo com a sensação que as horas de sono não foram suficientes. Aliás, a incidência da insônia pode ser alta em alguns contextos. Por isso, é importante saber reconhecer seus sintomas e buscar ajuda médica o mais rápido possível.

QUAIS SÃO AS CAUSAS DA INSÔNIA?

Determinados fatores podem desencadear a insônia, assim como piorá-la. Entenda alguns deles e veja como eles afetam não só o sono, mas também a qualidade de vida da pessoa.

ESTRESSE

Um dos sintomas de insônia mais comuns, é o estresse. Preocupações no trabalho, com a família ou amigos, podem manter a mente ativa mesmo com os olhos fechados e o quarto escuro. Assim como acontecimentos com alta carga de estresse, como a perda de um ente querido ou o emprego, podem dificultar a indução do sono.

ALIMENTAÇÃO

Aproveitar uma última refeição antes de dormir é recomendável. No entanto, essa escolha deve ser sábia: um lanche leve ou frutas. Assim, o corpo não fica “pesado” e nem sofre desconfortos gastrointestinais no momento de dormir. Da mesma maneira, café, álcool e refrigerantes devem ser evitados, já que eles estimulam o organismo.

HORÁRIOS VARIADOS

Assim como a fome, o sono também chega na hora certa. Ignorar e batalhar contra o sono pode desencadear a insônia e prejudicar a saúde. Portanto, mantenha horários definidos para dormir e acordar, até mesmo nos finais de semana.

FALTA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS

Quem pratica exercícios frequentemente, conseguem relaxar mais e ter uma noite de sono contínua. A falta de atividades físicas pode deixar o metabolismo lento e preguiçoso, e a sonolência pode surgir fora de hora. 

Esperamos que este artigo tenha resolvido suas dúvidas sobre os sintomas de insônia e suas causas! Não se esqueça de estar atento à saúde do seu corpo, assim como a qualidade de sono. 

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Referências: Drauzio Varella, Vittude e Albert Einstein

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.