fbpx
óleos essenciais puros

Óleos essenciais puros: saiba identificá-los e reconhecer as diferenças dos óleos vegetais

Muitas pessoas descobriram recentemente os benefícios dos óleos essenciais, quando utilizados corretamente. Porém, muitos ainda têm dificuldades em identificar a sua origem e diferenciar óleos essenciais puros de outros de menor qualidade.

Neste artigo, vamos ajudá-lo a identificar as diferenças nas qualidades dos óleos, para escolher o melhor e aproveitar todas as suas vantagens para a saúde.

Quanto mais puro for o óleo essencial, maiores as suas propriedades e benefícios. Portanto, vale a pena procurar pelos melhores fabricantes e, em alguns casos, até pagar um pouco mais para ter um produto de qualidade. Continue a leitura para entender as diferenças!

Óleo vegetal x Óleo essencial

Muitas pessoas confundem óleo vegetal e essencial. Um primeiro detalhe importante é que cada um deles é extraído de uma parte do vegetal.

Enquanto os óleos vegetais vêm dos frutos e sementes, os óleos essenciais, têm sua origem nas raízes, flores, folhas e caule das plantas.

Além disso, a composição deles também muda, o que impacta diretamente nas suas propriedades físicas. Dessa forma, enquanto os óleos essenciais possuem um aroma bastante agradável, os óleos vegetais não possuem essa característica tão forte, além de serem mais viscosos.

Outra diferença importante está na sua aplicação. Óleos essenciais são usados na aromaterapia e em uma grande variedade de aromatizadores. Já os vegetais, são bastante utilizados na culinária e alguns são próprios para a área de cosmetologia, por suas propriedades hidratantes.

Tome bastante cuidado no momento de comprar óleos, de acordo com o seu objetivo. É comum as pessoas confundirem óleos essenciais e vegetais no momento da compra, e só perceberem o erro na hora de usar o produto.

Produtos adicionados aos óleos essenciais

Alguns produtos são adicionados com frequência aos óleos essenciais, o que reduz a pureza de produto. O principal objetivo é diminuir o seu custo e torná-lo mais acessível.

O processo mais comum é diluir o óleo essencial com óleos fixos, que são aqueles prensados a partir de sementes. Outra prática comum utilizada por algumas indústrias, é usar componentes de fragrância sintética.

Seja qual for o produto acrescentado na fórmula, impacta nas propriedades dos óleos essenciais puros, que perdem parte dos seus benefícios.

Analise os estudos feitos pelas fabricantes

O principal fator que deve ser observado pelo cliente é o estudo feito pelas fabricantes que comprovam a pureza do produto. Uma sugestão é ligar na central de atendimento ao consumidor da empresa e solicitar essas análises por cromatografia. Dessa forma, é possível certificar-se da pureza produto que está sendo adquirido.

Sobretudo, um ponto positivo de conhecer a cromatografia, além de identificar o grau de pureza do óleo essencial, é a possibilidade de tirar melhor proveito dos seus benefícios na aromaterapia.

Ademais, também é fundamental prestar atenção ao preço dos óleos essenciais puros e desconfiar de valores muito baixos. Além disso, esse investimento vale a pena, pois se reflete em qualidade e um produto sem impurezas. Isso evita, por exemplo, sensibilidades e irritações na pele.

Então, gostou de saber como identificar óleos essenciais puros? Assine nossa newsletter para receber em primeira mão mais conteúdos como este.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.