fbpx
o que é vitiligo

Entenda o que é vitiligo e como identificar o problema e tratá-lo com homeopatia

A maioria das doenças hereditárias acende um alerta para que os indivíduos busquem formas de evitar que as alterações se propaguem nas próximas gerações. Ou seja, é necessário conhecer a fundo a condição genética e ter um tratamento eficiente sob orientação médica. Por isso, hoje vamos mostrar o que é vitiligo.

De antemão, é possível dizer que ele é caracterizado pela morte de células responsáveis pela pigmentação da pele. Desse modo, aparecem manchas brancas em lugares específicos da pele, como joelhos, rosto, pés, cotovelos, mãos e, em alguns casos, até no cabelo. No entanto, saiba que não se trata de uma doença transmissível.

Dito isso, é importante saber a melhor maneira de tratá-lo e evitar que as manchas cresçam e se espalhem. Portanto, se deseja obter tais informações, continue conosco e absorva todo o conhecimento essencial nos tópicos abaixo. Boa leitura!

As principais causas do vitiligo

Agora que você sabe o que é vitiligo, chegou o momento de entender as possíveis causas. A princípio, é necessário destacar que o histórico familiar é um dos principais motivos. No entanto, ele pode ser fruto de alterações autoimunes ou fatores ambientais e emocionais.

Há casos ligados a lesões na pele. Ou então, quando a pessoa está muito exposta a toxinas, substâncias químicas ou é vítima de traumatismo craniano. O estresse também é um fator de risco e, nesse caso, ajuda a desencadear a doença.

Portanto, assim que aparecerem os sinais, é imprescindível contar com o auxílio de um dermatologista. Apesar de não ser contagiosa e não trazer prejuízos à saúde, trata-se de uma doença que não tem cura. Mas é importante fazer o tratamento para que outras regiões não sejam afetadas e o paciente melhore o aspecto da pele.

Os sintomas que indicam a doença

Como foi dito sobre o que é vitiligo, ele se caracteriza pela presença de manchas brancas pelo corpo. Sob esse ponto de vista, ele pode ser classificado de duas formas: segmentar ou não segmentar. A primeira faz com que as manchas se concentrem apenas de um lado do corpo. Já a segunda aparece nos dois lados.

Em geral, a condição é mais frequente em pessoas de pele negra, mas pode ocorrer em todas as etnias e faixas etárias, em homens e mulheres. Ainda existem casos de alteração na sensibilidade da região em que as manchas se manifestam.

As formas de tratamento do vitiligo

Antes de tudo, é necessário ir ao dermatologista para que ele possa analisar as manchas. O profissional conta com a ajuda de testes como biópsia, exames de sangue e, em casos de pacientes de pele branca, o auxílio de um aparelho conhecido por lâmpada de Wood, que facilita o resultado do diagnóstico.

Depois, será possível perceber qual tratamento melhor se adéqua às necessidades do paciente, como imunossupressores, corticoides ou fototerapia. Por isso, é imprescindível contar com o apoio de um profissional especializado para que ele ofereça uma solução de acordo com o seu quadro.

Existem medicamentos capazes de garantir a produção de melanina no local das manchas. Há também as terapias com banhos de luz que visam combater a morte das células responsáveis pela pigmentação da pele.

Por outro lado, a homeopatia e a fitoterapia são alternativas que vêm chamando a atenção de muitas pessoas. O tratamento homeopático buscar trazer mais bem-estar, trabalhando questões emocionais associadas ao vitiligo. O objetivo é combater sintomas de estresse, ansiedade e insônia, por exemplo.

Plantas medicinais como a Acariçoba contribuem com a otimização de resultados. Já a Cúrcuma é outro exemplo que agrega valor no processo de cura. Com os avanços nos estudos, as soluções fitoterápicas já são consideradas uma possibilidade terapêutica capaz de tratar fatores que podem desencadear a doença.

Por fim, queremos lembrar que é necessário procurar um médico antes de iniciar qualquer tratamento. Agora que você já sabe o que é vitiligo, chegou a hora de investir na sua saúde e tratar de fatores emocionais que desencadeiam essa manifestação no corpo.

Gostou deste conteúdo? Fique por dentro de mais informativos sobre saúde e bem-estar. Assine nossa newsletter e se atualize.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.