fbpx
o que é dor crônica

Entenda o que é dor crônica e como identificá-la 

Compreender como o próprio organismo funciona é uma forma de ter mais qualidade de vida. A maneira como nosso corpo responde aos fatores externos é surpreendente. Dessa maneira, podemos dizer que sentir dor, é um forma de defesa e está associado à sobrevivência. E, quando se entende o que é dor crônica, é sinal de que definitivamente, alguma coisa no organismo não vai bem. 

Segundo o Organização Mundial da Saúde, cerca de 30% da população mundial sofre com algum tipo de dor crônica. Como veremos a seguir, ela não afeta somente o aspecto físico do indivíduo, mas pode desenvolver prejuízos sociais e psicológicos, no Brasil, 37% da população sofre com a dor crônica.

Dessa maneira, é imprescindível saber as diferenças entre a dor momentânea, conhecida como dor aguda, e a dor crônica. Assim, poderá ser possível interpretar melhor o que corpo diz. Continue a leitura e entenda o mecanismo de ação da dor crônica. 

O QUE É DOR CRÔNICA?

É considerada uma dor crônica aquela que persiste por mais de 3 meses. Ela surge como alerta para alguma ameaça de dano aos tecidos. Entretanto, quando ela persiste por muito tempo, pode ser sintoma de que algo de errado está acontecendo com a região que apresenta manifestação dolorosa.

Além disso, a dor crônica pode surgir em qualquer idade. Portanto, é fundamental procurar um especialista quando as dores persistem para que seja encontrada a causa da forma mais rápida.

DORES CRÔNICAS MAIS COMUNS

Elas podem aparecer a partir de aspectos biológicos, e acabam por afetar o lado emocional do paciente. A ideia da convivência diária com qualquer tipo de dor traz sofrimento para os pacientes. Agora que pontuamos o que é dor crônica, vamos conhecer quais são as mais comuns:

  • Dor de cabeça;
  • Dor na lombar;
  • Dor no pescoço;
  • Dor nas articulações;
  • Dores provenientes das complicações da diabetes;
  • Dores provenientes de algum tipo de câncer;
  • Dores no nervo ciático.

Pesquisas da OMS demonstraram que cerca de 75% das pessoas irão passar por um “travamento” da coluna lombar ao menos uma vez na vida. E que 38% irão desenvolver algum tipo de dor na coluna. Ainda não se tem uma resposta específica porque as dores de cabeça e da coluna são as mais comuns. Mas, acredita-se que a primeira está relacionada aos fatores hormonais e, as dores  na coluna, estão relacionadas a fatores genéticos e posturais. 

Sendo assim, quais são as possibilidades de tratamento e como ficar atento para as dores crônicas? Veja nosso próximo tópico!

TRATAMENTO DA DOR CRÔNICA 

A prevenção é sempre o melhor remédio, certo? Por isso, especialistas aconselham a prática de exercícios, manter uma postura correta, vacinação em dia, gerenciamento das medidas e controle de doenças, como hipertensão e diabetes.  Um médico detalhará ainda mais o que é dor crônica e suas causas.

No entanto, mesmo para os portadores de doenças crônicas, é importante manter os exercícios. Pois o movimento do corpo libera endorfina e tem efeito analgésico. Profissionais da saúde também podem receitar medicamentos, mas cada doença demanda remédios específicos e depende da avaliação do médico. Em geral, os medicamentos para dor aguda deixam de fazer efeito após algum tempo, sendo necessário buscar opções mais efetivas. Além disso, tratamentos naturais podem ajudar, como fitoterápicos e homeopatia

Da mesma maneira, tratamentos psicológicos são incentivados. Já que a depressão, transtorno de ansiedade e até o suicídio podem estar ligadas à dor crônica. Além disso, também podem ser indicadas terapias como acupuntura, fisioterapia ou radiofrequência. 

Para concluir, é sempre importante ter hábitos saudáveis, não deixar de lado dores que parecem inofensivas e buscar ajuda médica sempre que surgir algum incômodo em qualquer região do corpo. 

Gostou de saber mais sobre o que é dor crônica? Para continuar atualizado em temas como este, assine nossa newsletter! Assim, você será informado em primeira mão, a cada novo artigo. 

Referências: Tua Saúde, Saúde e Drauzio Varella

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.