fbpx
o que é celulite

Você conhece as causas da celulite? Nós te explicamos!

Após a puberdade, cerca de 95% das mulheres têm celulite. Embora não seja uma doença, os desagradáveis furinhos na pele incomodam, pelo aspecto antiestético. Aliás, os homens podem ser afetados, porém, com menor incidência.Então, que tal saber mais sobre o que é celulite, suas causas e tratamentos disponíveis?

A princípio, é importante saber que diversos fatores podem tornar a pessoa predisposta a ter celulite. Ainda assim, não se conhece totalmente suas causas. Também é preciso apontar que existem diferentes graus do problema, de estágios mais leves até os avançados. 

Continue a leitura para entender tudo sobre os inconvenientes “furinhos na pele”.

O QUE É CELULITE?

O nome científico da celulite é lipodistrofia ginóide, caracterizado pela inflamação das células de gordura. Essa alteração acontece devido à grande quantidade de adipócitos, água e toxinas em um região corporal. Aliás, esse processo ocorre abaixo da epiderme, local onde ficam concentradas as células gordurosas.

Além disso, a celulite costuma surgir em regiões que estão sob a influência do estrogênio, o hormônio feminino. Entre as áreas mais comuns do aparecimento da celulite, estão os quadris, nádegas e coxas. Em homens, essa condição se apresenta caso haja um desequilíbrio hormonal. Uma vantagem, é que a camada de gordura sob a pele dos homens é mais fina.

Dessa maneira, a concentração de água, gordura e toxinas resulta em uma inflamação. As células ficam cheias e duras, deixando a pele com ondulações e nódulos, o que se torna visível pelos “furinhos” na pele. Esse quadro é fruto também das alterações na circulação, no qual menos nutrientes chegam até essas áreas do corpo, ocorrendo o acúmulo de toxinas. 

CAUSAS

Como falamos, as causas da celulite ainda não são totalmente conhecidas, mas citaremos alguns pontos que favorecem seu aparecimento. Vale lembrar que o peso corporal nem sempre influencia seu surgimento, já que pessoas magras também apresentam celulite. Outra questão, é que os fatores predisponentes são geralmente hereditários. Conheça as causas! 

Hereditariedade: sexo, etnia, biotipo corporal, distribuição de gordura e possuir familiares que têm celulite, são fatores que corroboram para o surgimento da celulite.

Má alimentação: O excesso de açúcares e carboidratos podem causar inflamações no tecido celular e resultar em celulite. Por isso, é importante diminuir os doces, farinha branca e comidas gordurosas.

Problemas circulatórios: A drenagem das toxinas depende de um bom funcionamento da circulação. 

Alterações hormonais: Altos níveis de hormônios femininos, como o estrogênio, podem desencadear ou agravar a celulite.

Sedentarismo: A falta de exercícios físicos provoca um acúmulo de toxinas no organismo e, assim, são maiores as chances de se desenvolver celulite.

TIPOS DE CELULITE

Existem 4 graus de celulite, determinadas pelas características clínicas da celulite. Veja:

Grau 1: Só é notada caso a pele seja contraída ou beliscada, ou seja, quase imperceptível.

Grau 2: Pequenas ondulações aparecem na pele, discretas, porém visíveis;

Grau 3: Muito visíveis, se apertadas, as irregularidades provocam dor;

Grau 4: Neste nível mais avançado, a pele tem o aspecto de uma “casca de laranja”.

TRATAMENTOS

Existem diferentes opções de tratamento. Agora que você entende o que é celulite, o próximo passo é o dermatologista. Ele poderá avaliar a saúde da pele e orientar sobre os melhores tratamentos e produtos.

Entretanto, os cremes dermatológicos são uma das soluções mais conhecidas, e podem proporcionar mais firmeza e vitalidade para a pele. Uma dieta balanceada aliada aos exercícios físicos, também pode trazer bons resultados. 

Além disso, há uma gama de nutracêuticos que agem como ant-iinflamatórios e antioxidantes, o que pode ajudar a melhorar o aspecto da pele com celulite, por reduzir os nódulos de gordura e fibroses.

Gostou de saber mais sobre o que é celulite? Quer ficar por dentro de mais assuntos relacionados à beleza da sua pele? Leia também sobre o sucesso da combinação de vitamina C com o ácido hialurônico. Clique aqui

Referências: Revista Saúde, Sociedade Brasileira de Dermatologia e Minha Vida

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.