fbpx
fome no inverno

Fome no inverno: 4 dicas para controlar o apetite durante os dias frios

Frequentemente, as pessoas têm dúvidas se é natural sentir mais fome no inverno. Afinal, a chegada dos dias frios reduz a produção de serotonina. Este é o neurotransmissor que nos proporciona uma sensação de bem-estar. Logo, algumas pessoas têm o apetite aumentado nessa época do ano. Além disso, para manter o corpo aquecido, o organismo demanda mais energia, o que também contribuiu para a sensação de fome aparecer.

No entanto, é bom prestar atenção nas escolhas alimentares. Isso porque o excesso no consumo de determinadas substâncias prejudicam o bom funcionamento do organismo. 

Por isso, separamos informações importantes neste conteúdo que lhe ajudarão a observar melhor sua alimentação no inverno. Então, continue conosco e veja como se manter saudável durante os dias mais frios. Boa leitura! 

1. Prefira alimentos quentes e naturais para saciar a fome no inverno

Em suma, é interessante evitar alimentos ricos em gorduras e açúcar. Por isso, controle a sensação de fome no inverno com opções que aumentam a saciedade. Por exemplo, o iogurte natural, a lentilha, a chia, as oleaginosas, os cereais e as fibras em geral.

Aproveite essa época do ano para consumir sopas ou caldos quentes. A sopa de lentilha é rica em ferro e vitaminas do complexo B. Já a de brócolis tem vitamina A, cálcio e potássio. Você pode também focar no preparo de sopas com legumes variados. Com certeza, essas opções farão muito bem ao seu organismo. 

2. Consuma chás e bastante líquido

Não se esqueça de beber água, mesmo nos dias mais frios. Em suma, é imprescindível beber em média 2 litros de água por dia. Por isso, tenha sempre uma squeeze, um cantil ou uma garrafa com água por perto. Assim, é possível manter-se hidratado durante esse período do ano.

Além disso, foque também no consumo de chás. Eles aquecem e contém propriedades benéficas para o corpo. Por exemplo, o de camomila é ótimo para quem sofre de ansiedade e quer uma boa noite de sono. Já o chá verde é rico em zinco, vitamina C e ferro. Mas caso queira inibir a formação de radicais livres, aposte no chá de hibisco.

3. Regule o intervalo entre as refeições e se mantenha em movimento

É recomendável consumir porções pequenas a cada 3 horas. Isso porque o organismo apresenta um aumento no metabolismo nos dias frios. Portanto, é interessante investir em boas práticas nesse período.

Além disso, no inverno ou em qualquer época do ano é essencial seguir uma rotina de exercícios. Afinal, são práticas que auxiliam no gerenciamento de peso e melhoram a qualidade do seu sono. As atividades de alto impacto também ajudam a controlar o apetite. No entanto, caso não tenha tempo, comece com caminhadas e evolua conforme a sua condição.

4. Reduza o consumo de doces e preze por uma alimentação equilibrada

Como falamos, é interessante ter cuidado com o que você come para combater a sensação de fome no inverno. Por isso, quando a vontade de comer doce aparecer, faça substituições inteligentes. Hoje em dia, é possível contar com várias opções de receitas veganas, chocolates funcionais ou alternativas light e low carb.

Contudo, vale lembrar o cuidado com os excessos. Normalmente, as pessoas costumam focar em dietas nada saudáveis. Afinal, elas restringem o indivíduo de comer o que eles gostam. Isso desfavorece o controle do peso e deixa o indivíduo exposto ao aparecimento de doenças cardiovasculares.

Portanto, sempre procure um médico na intenção de iniciar uma alimentação equilibrada. Sobretudo, é bom lembrar que é errado pegar a receita de um conhecido ou realizar a automedicação. Assim, você gera mais problemas ao seu organismo. Por isso, preze por boas práticas diárias  em prol de uma boa qualidade de vida.

Por fim, queremos evidenciar que é possível controlar a sensação de fome no inverno de maneiras saudáveis. Nunca deixe de comer o que gosta, mas não cometa exageros. Sempre faça trocas inteligentes e conte com alternativas saudáveis para alcançar os seus objetivos com facilidade.

Gostou deste artigo? Continue conosco e conheça as principais consequências da má alimentação.

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.