fbpx
dor de cabeça ou enxaqueca

Dor de cabeça ou enxaqueca: saiba como diferenciá-las

Dor de cabeça ou enxaqueca? Você já se fez essa pergunta? É muito provável que sim, já que estamos falando de um dos sintomas mais comuns do Brasil. Segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia, a dor de cabeça atinge mais de 150 milhões de brasileiros, é a sétima doença mais incapacitante.

Porém, apesar de ser extremamente comum, as pessoas sabem geralmente pouco sobre este mal. Por exemplo, também segundo a SBC, são mais de 150 tipos de dor de cabeça. Ou seja, é normal surgirem muitas dúvidas acerca das causas, sintomas e tratamento.

Portanto, este post vai ajudar a responder uma das perguntas mais comuns: dor de cabeça ou enxaqueca? Entenda quais são os sintomas de cada uma, e porque é fundamental se atentar a eles. Continue a leitura para saber mais!

Por que é importante diferenciar a dor de cabeça da enxaqueca?

Antes de qualquer coisa, é necessário entender porque é importante diferenciar a dor de cabeça isolada de uma enxaqueca. Quando a dor acontece de forma eventual, geralmente por conta de estresse ou ansiedade, ela não impede que você realize suas atividades.

Por outro lado, a síndrome de enxaqueca é algo mais sério, que demanda um acompanhamento médico e um tratamento específico. É uma dor de cabeça crônica, que acontece com certa frequência.

Portanto, uma boa dica é ter uma espécie de diário. Nele, você irá anotar todas as dores de cabeça que sentiu e quando ocorreram. A partir dele, pode-se construir um quadro mais amplo, associado aos sintomas, para entender qual é a origem do problema.

Dor de cabeça ou enxaqueca: quais são os sintomas?

Alinhado a este diário, é importante conhecer os sintomas da dor de cabeça mais pontual e da enxaqueca.

Primeiramente, os sintomas da enxaqueca. Como comentamos acima, ela pode ser crônica. Também pode ocorrer de maneira mais esporádica, durante a vida do paciente.

Além disso, ela também pode ocorrer com ou sem aura. A aura é uma manifestação que os pacientes sofrem antes da crise. Na prática, é caracterizada por alterações na visão, como pontos luminosos e tontura, e até certa alteração na fala. Os sintomas são:

  • Dor forte, de um lado da cabeça;
  • Enjoo, por vezes, acompanhado de vômito;
  • Sensibilidade a luz e ao barulho;
  • Piora em caso de atividade física.

Já a dor de cabeça comum, dura entre 30 minutos a 7 dias. Seus sintomas variam um pouco quanto à enxaqueca:

  • Dor leve ou moderada no topo, frente ou lados da cabeça;
  • Ocorre mais no final do dia;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade de se concentrar;
  • Sensibilidade a luz;
  • Dores musculares;
  • Dificuldade para dormir;

Como tratar estes problemas?

Como vimos, é crucial entender a diferença entre os dois problemas, pois a enxaqueca demanda tratamento. O problema é que a maioria das pessoas tende a se automedicar, o que é um grande erro. Afinal, a medicação é apenas uma forma de controlar os sintomas. Então, quando eles voltam, os pacientes tendem a aumentar a dose ou trocar por um remédio mais forte.

Ou seja, a melhor forma de tratar a dor de cabeça é procurar um médico, especialmente se os episódios se repetem. Se você tiver 3 crises de dor de cabeça em um mês, deve procurar um médico para encontrar o tratamento ideal. Por isso o diário é tão importante. Você pode mostrá-lo ao médico para ter informações mais precisas.

Agora que você conhece a diferença entre dor de cabeça ou enxaqueca, fique por dentro de outros fatores que podem desencadear o problema. Leia também sobre as consequências da má alimentação.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.