fbpx
dieta vegeratiana

Veja como seguir uma dieta vegetariana sem perder a qualidade nutricional

Muitas pessoas prezam por um estilo de vida mais saudável — a começar por uma dieta vegetariana. Prova disso são os números apresentados pela pesquisa IBOPE  de 2018 que estimou em cerca de 30 milhões de brasileiros os adeptos do vegetarianismo.

Essa estratégia alimentar também é utilizada pelas pessoas que desejam perder peso. Isso porque frutas, verduras e legumes têm baixa caloria em relação aos alimentos de origem animal, o que auxilia na redução dos níveis de gordura saturada e colesterol no organismo.

Por outro lado, há pessoas que decidem por essa mudança por questões éticas, preocupação com o meio ambiente e preservação da vida dos animais. Até porque o consumo de carne vermelha está relacionado a doenças como hipertensão e diabetes. Todavia, é preciso saber como seguir uma dieta vegetariana sem perder a qualidade de vida. Vamos aprender?

Saúde através da alimentação

Independentemente de ser vegetariano ou não, o que representa qualidade alimentar são as quantidades e o que é escolhido para ser consumido. Dessa forma, não adianta ter uma dieta vegetariana se não há equilíbrio na ingestão de alimentos. Nesse sentido, comer muita pimenta e doce, exagerar nos alimentos light, abusar das massas e não variar os legumes, verduras e frutas, são ações que representam hábitos alimentares nada saudáveis.

Desse modo, o importante é evitar frituras e comidas gordurosas, e incluir leite e derivados. Também é interessante não cozinhar tanto os legumes para eles manterem os nutrientes e incluir porções de cereais, tubérculos e raízes na dieta. Uma alimentação mais rica em vegetais, frutas, grãos integrais, produtos à base de soja, nozes e sementes, previne diversas enfermidades.

Em que consiste a dieta vegetariana?

Quem deseja ser vegetariano passará por um processo de conscientização a respeito dos hábitos alimentares, pois aderir a esse novo estilo de alimentação não é algo fácil. Sobretudo para as pessoas que não dispensam carne nas refeições.

Afinal, a dieta vegetariana baseia-se no consumo de alimentos vegetais, podendo ter ou não ovos e laticínios. Logo, a proteína animal é excluída de qualquer prato. Entretanto, há variantes de vegetarianos, por exemplo:

  • veganos, que não ingerem absolutamente nada de origem animal;
  • ovolactovegetarianos, ovos e laticínios continuam presentes na alimentação;
  • lactovegetarianos, que ainda consomem leite e derivados do leite;
  • ovovegetarianos, que usam ovos na sua alimentação.

Mesmo sem o consumo de carne, é possível ter uma alimentação equilibrada ao incluir novos ingredientes ao cardápio diário. As proteínas da carne devem ser substituídas por outras fontes, como:

  • amêndoa;
  • amendoim;
  • soja;
  • quinoa;
  • feijão;
  • lentilha;
  • arroz;
  • abacate.

Além dessas, é importante que o organismo receba ferro por meio de vegetais escuros, frutas secas e mel. O leite e os ovos garantem a vitamina B12 para repor a falta de outros nutrientes. Já as oleaginosas repõem o ômega 3 por meio das nozes, castanhas e pistaches.

Embora consuma esses alimentos constantemente, cada organismo os absorve de uma maneira. Desse modo, ao optar pela dieta vegetariana, recomenda-se verificar a necessidade de algum tipo de suplementação, manipulada de acordo com as necessidades individuais. Portanto, não deixei de consultar seu médico e realizar exames, a fim de detectar alguma carência nutricional.

Quer saber mais sobre os suplementos alimentares? Clique aqui para falar com nossa equipe especializada.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.